fbpx

“A galinha e o ovo: Aumente a oferta, e a demanda a seguirá”

“A galinha e o ovo: Aumente a oferta, e a demanda a seguirá”

Se você já assistiu ao filme Fome de poder (The Founder), sabe o que esta frase representa.

O filme se passa nos Estados Unidos, na década de 50, e mostra a concepção do primeiro restaurante e da ascensão da rede de lanches pelos irmãos McDonald, e tem como cerne ensinar como a dedicação pode levar você muito longe.

Um clássico para todo empreendedor, neste filme é possível tomar valiosas lições para quem está no mundo dos negócios. De forma descontraída, trazendo alguns fatos verídicos, é possível tirarmos insights interessantes para quem busca pela realização profissional ou ampliação de negócios.

Mas quais lições podemos utilizar hoje?

Vamos citar aqui algumas delas, e convidamos você a assistir o filme com papel e caneta na mão!

Pensar fora da caixa. Não é à toa que esse velho ditado corre diariamente no mundo dos negócios! No filme podemos ver como um simples vendedor, ao observar todo o padrão criado pelos irmãos McDonald, que era um método inovador e, ao contrário deles, percebeu que ali existia potencial para crescimento em escala nacional. Repensar, analisar e enxergar tudo com uma nova perspectiva é um dos ensinamentos mais valiosos do filme.

Curiosidade e humildade. No filme o representante comercial Ray Kroc tenta diariamente vender seu produto, porém não tem sucesso na maioria dos casos. Ele acreditava que entendia o funcionamento do mercado de lanchonete e que seu produto não era inovador o suficiente para se destacar. Até que o jogo muda quando conhece a lanchonete dos irmãos McDonald e percebe que é diferente de tudo que já viu. A curiosidade dele estava ativada e pronta para investigar, e somado a sua humildade para aprender, tomou a iniciativa e experimentou o produto, conversou com clientes e com os donos, a fim de entender os processos e ver as grandes possibilidades, mesmo naquele negócio que não era tão lucrativo.

Confiança e Resiliência. Não basta ser um profissional competitivo e competente, se não acreditar no que se está falando e vendendo! Ter um negócio próprio é uma tarefa que consome tempo e exige muita dedicação. No filme é possível ver que Ray nunca deixou de acreditar que era a qualidade que iria manter o negócio em pé, foi persistente desde o início da história e teve muita confiança nas suas tomadas de decisões. Todo empreendedor deve desenvolver a resiliência como uma de suas características principais.

As pessoas e a empresa. Como é impactado no negócio a entrada de novas pessoas e se elas se fazem parte da empresa. A importância de escutar, desde os funcionários, até os novos, que podem trazer boas ideias, assim como seus fornecedores e sócios que podem inovar e trazer soluções para melhorar o negócio. 

Franquias e a importância do papel das partes. Fica claro no filme que não basta a franqueadora criar estratégias e diretrizes, se o franqueado não as executar de forma correta e sem ambição.

Quem já assistiu ao filme deve se perguntar como que os irmãos criadores da marca foram ingênuos e não aproveitarem as oportunidades, e mais, perderem a empresa e seus milhões de dólares!

Na verdade, assim como muitos empresários de hoje, os irmãos McDonald são apenas aquele tipo de empreendedor que não tem “fome de poder”, ou seja, eles não queriam dominar o business do segmento. Queriam apenas pagar as contas e ter sossego.

Vale tomar aqui como lição final, que um dos principais erros dos irmãos foi não ver logo no começo que, o que Ray estava fazendo era promissor e podia render muito a longo prazo. Assim como no aspecto jurídico, por não acompanharem e nem se interessavam pelo trabalho que ele fazia, e ainda, sem nenhum acompanhamento profissional para resguardar seus direitos de criadores do conceito e marca, ficaram vulneráveis e isso se virou contra eles.

 

BREVE SINOPSE:

O filme Fome de Poder, dirigido por John Lee Hancock, reproduz a história real vivida pelos irmãos Richard e Maurice McDonald’s, que desenvolveram toda uma dinâmica para agilizar a produção e o oferecimento de hambúrgueres, no sul da Califórnia. Uma forma revolucionária e rápida de padronização do preparo de sanduíches, que despertou o interesse do representante comercial Ray Kroc, a ponto de torná-lo um dos sócios da iniciante rede, e, posteriormente, o dono exclusivo da lanchonete, tomando não só a ideia desenvolvida pelos irmãos, como também o sobrenome que é até hoje é sua marca registrada universalmente.

Nenhum comentário encontrado.

Sorry, the comment form is closed at this time.